Uma expressão do trabalho do artista-plástico Jorge Santos e da sua ligação privilegiada com a natureza, Flower Ornament è apresentado no Museu de Artes Decorativas Portuguesas da Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva (FRESS) e integra a programação paralela da ARCOlisboa 2017. Venha inaugurá-la no dia 11 de maio às 18h30 ou visitá-la até 30 de junho (das 10h00 às 17h00, de quarta a segunda-feira, no Largo das Portas do Sol 2).

Flower Ornament é uma instalação que reúne desenhos de composições florais elaborados a partir de uma técnica da gravura, que resulta da gravação de uma concavidade no papel, a que se dá o nome de “impressão cega”. As criações de Jorge Santos estarão expostas na sala de exposições temporárias do museu, num espírito de diálogo entre as Artes Decorativas (que fazem a fama da casa que os recebe) e a Arte Contemporânea (em que o artista se inscreve).

Nascido em Silves em 1974, Jorge Santos licenciou-se em Artes Plásticas na ESAD das Caldas da Rainha em 2001. Recebeu uma bolsa para desenvolvimento artístico da Fundação Calouste Gulbenkian entre 2005 e 2006, para uma residência na Casa de Velázquez, em Madrid. Em 2007, apresentou o projeto “Running Window” no Museu Coleção Berardo, do CCB, em Lisboa. Em 2009, uma nova bolsa da Gulbenkian permitiu-lhe desfrutar de uma residência em Spike Island, Bristol. E em 2012, uma bolsa da Le Petit Escalere abriu-lhe as portas à colaboração com um jardim escultórico em França. Tendo realizado 21 exposições individuais e participado em mais de seis coletivas, os seus trabalhos estão representados em coleções – nacionais e internacionais – como a do MAAT, do Centro de Arte Manuel de Brito e do Novo Banco. Jorge Santos vive e desenvolve a sua prática artística em Lisboa.